Blog 'never forget me.' no Facebook. Clica aqui.

2.12.10

capitulo 1 ! IS A CRUEL WORLD

Era o 1º dia de Junho. Estava de férias de Verão e como sempre estava sozinha em casa. A minha mãe estava a trabalhar e o meu pai estava fora como sempre. Não gostava de estar sozinha pois às vezes apareciam muitos senhores a procurar o meu pai. Não me metia nesses assuntos pois a minha mãe diziam que eram maus e dizia-me sempre
- Halley cuidado, não des confiança com esses senhores. Eu trato deles não te preocupes.
Mas eu preocupava-me sempre.
A minha mãe era como um ídolo para mim. Era a minha Heroína pois, quando o meu pai voltava bêbado a casa ela tratava-o de maneira diferente mas não bruta. A minha mãe também era uma fã de animais. Lembro-me de uma vez ela trazer para casa um pincha bebé que tinha encontrado na rua.
Um dia por curiosidade foi até ao quarto onde estava o papa.
- Papa, posso entrar?
- Sim Halley podes, que queres?
- Queria que me contasses uma história, como a mama não está e tu estas em casa pensei… - e foi interrompida pelo toque do telefone.
- Eu vou lá não te preocupes papa.
Foi a correr até ao telefone, era do trabalho da mama.
- Estou?
- Boa tarde, é da casa dos Williams?
- Sim é, algum problema?
- Antes de mais queria saber com quem estou a falar!
- Está a falar com a filha da Kate Williams e do Jonh Williams.
- O teu papá não está em casa? É que eu precisava de falar com um maior de idade querida.
- espere só um pouco, vou chamar o meu pai.

Foi até ao quarto onde o meu pai estava entrei e disse para ir ao telemóvel que era do trabalho da mama.
Foi sempre atrás dele e estive sempre a tentar ouvir a conversa. Quando menos esperei o meu pai deixa cair uma lágrima e pousa o telefone.

- Papá aconteceu alguma coisa com a mama?
- Não querida – ao mesmo tempo que dizia o não pegou me ao colo e largou mais lágrimas.
- Papá estás-me a preocupar, o que se passa com a mamã?
- Halley, independentemente de tudo o que aconteça daqui para a frente, sabes que eu te amo muito e que, mesmo com o meu comportamento irei tentar se o melhor pai que poderás ter.
Nesse momento, apercebi-me que se tinha passado algo mesmo má. Nunca vi o forte e macho Jonh Williams a chorar, aliás como o meu pai não passava muito tempo em casa nunca o tinha visto assim. Ainda não me tinha dito o que se passava mas percebia que aconteceu alguma coisa mesmo mas mesmo muito grave.
Passaram-se uns 3 a 4 dias e a mamã não aparecera.
- Papá, a mamã para onde foi?
- Halley… a mamã foi ter com o senhor!
- O que? A mama tem outro homem? – disse eu começando a chorar
- Não Halley, a mamã… como te irei dizer, a mamã foi ter com o Senhor que mora lá em cima.
- No tecto? – Disse eu olhando para cima
- Não, a mamã foi para o céu, ter com Jesus.
- A mamã… - queria completar mas estava a soluçar por causa do choro – a mamã, morreu? – e vindo do nada o papa agarra-me e começa a chorar comigo, ele nunca foi muito bom com estas coisas. Quando o meu avô paterno morreu, ele não me conseguiu contar esta situação, era a minha mãe que me contar. Neste caso não tinha aqui a minha mãe, a minha querida mama.
O funeral foi no dia 21 de Junho. Não foi nesse dia, fiquei com a vizinha a Agatha. Agatha morava sozinha pois era órfã de pai e de mãe. Aos quinze anos, ela perdeu os pais num acidente rodoviário. Foi um choque para ela mas, ela conseguiu superar um pouco dessa dor. Ficava com ela de vez em quando. Pois a minha mãe gostava de me ver a brincar com ela.
- Agatha
- Diz Halley
- A minha mamã vai ser feliz no céu?
- Vai, porque que estás a perguntar isso agora?
- Tenho medo que ela não seja bem tratada e que ela fique triste, sabes.
- Ó não te preocupes Halley a tua mamã está a ser muito bem tratada e ela, lá de cima esta a olhar para ti!
- A serio?
- Sim a serio.
Fiquei um pouco mais descansada porque sabia que a minha mamã, a minha heroína estava a ver-me sempre e a proteger-me de uma forma ou de outra.

2 comentários:

sofiarc disse...

escreves tão bem +.+
meu amor, como se chama a história?
acho que esta fic promete :b
agora tens de publicar mais capitulos (a)
AMO-TE Q.M. <3

joana_c_oliveira disse...

como já te disse fiquei tua fã, quero mais capítulos. (a)
amo-te muito és a minha escritora favorita.