Blog 'never forget me.' no Facebook. Clica aqui.

11.1.11

capitulo 6 ! IS A CRUEL WORLD

Peço desculpa por não ter escrito a fanfic, mas com a escola e com outros problemas pessoais não tenho tido cabeça para escrever. Por isso ficam com este capitulo e espero que gostem 
________________________________________________________________________________________________

Não queria saber dela naquele momento. Fiz um esconderijo debaixo da minha cama e lá permaneci. Ouvia de vez em quando a falar ao telefone, devia estar a falar com o meu pai.
Sai do quarto, estava com fome.
- Halley, estás bem?
- Desculpa, mas agora não quero falar contigo. Só sai porque tinha fome, nada mais.
- Eu sei que… - e interrompia!
 - Não sabes nada ! Eu disse que não queria falar com ele e mesmo assim, tu insistes? Queria o meu jantar, por isso se não te importas, dá-mo.
Sabia bem que estava a ser muito dura com ela mas mesmo assim continuei. Janta-mos. Quando acabei levantei a mesa e foi directa para o meu quarto.
No dia seguinte, era dia de escola, por isso a Agatha levou-me até lá. Não disse-mos nada pelo caminho. Não tencionava fazer as pazes com ela.
Durante a aula, a professora reparou que estava menos participativa e então na hora do intervalo chamou-me.
- Sabes Halley, tenho reparado que não tens andado mesmo nada bem. O que se passa contigo?
- Comigo? Não se passa nada professora. Amanhã eu prometo que vou estar melhor. – e meti um pequeno sorriso na cara.
 - Espero que sim. Sabes bem que eu não gosto que os meus alunos metam problemas de casa à frente dos estudos. – A nossa professora, tinha um lema que, mal entrou na escola no 1º dia, estava sempre a dize-lo: “Os estudos garantem-te o teu futuro, e os problemas só o estragam”. Estava sempre a dizer aquilo quando via que algum aluno não participava.
- Não se preocupe. Eu prometo que amanhã estarei melhor. Deve de ser do cansaço de ainda não estar habituada à escola outra vez.
- Espero bem que assim seja. Vá agora vai, estás dispensada.
- Obrigada professora. – e sai e foi ter com as minhas colegas.
Quando tocou foram todos embora, menos eu. A Agatha devia de estar atrasada ou saiu mais tarde do trabalho.  Fiquei pelo menos 3º minutos à sua espera até que ela finalmente aparece.
- Desculpa Halley, não consegui sair mais cedo.
- Não faz mal, eu quero é ir para casa. – disse eu com uma voz de arrependida.
- Estás bem?
- Sim, porquê?
- Por nada. Vamos?
- Sim, sim vamos.
Quando cheguei a casa, foi lanchar e depois foi para o meu quarto fazer os trabalhos de casa. Estava um pouco de frio nesse dia.
- Agatha, posso ver um bocado de televisão contig0?
- Sim, senta-te.
- Olha desculpa eu ter-te falado assim no outro dia.
- Eu compreendo-te, eu também teria reagido da mesma maneira.
- Asério?
- Sim. Eu depois compreendi que  o que eu te tinha feito não estava certo. Tinhas todo o direito de não quereres  falar com o teu pai.
- Para a próxima já sabes, dizes me quem é. – disse eu rindo-me.
- Queres um bolo Halley?
- Se tiveres sim.
- Não tenho é o sumo que tu gostas.
- Se quiseres eu vou comprar.
- Se não te importares. – saí à rua e foi comprar o sumo.

2 comentários:

sofiarc disse...

adorei amor +.+
só acho q tens de ter cuidado com os "fui" e com os "foi". tu normalmente escreves "foi", mas "foi está na 3ª pessoa, logo o que querias dizer é "fui", mas fora isso, PERFEITO :D
TE AMOOO (L)

beatriz silva ☮ disse...

ahaha eu nunca me dei com isso :c